Argumento da necessidade de ajuste de orçamento em função da crise revela que nossos gestores públicos desconhecem o efeito multiplicador da Economia Criativa

Valorizar a diversidade cultural e elevá-la ao centro do modelo de desenvolvimento significa valorizar as pessoas, o que nós somos! Assim, cuidar das pessoas é cuidar da cultura. Por isso, não existe caminho para o Rio que não passe de alguma forma pela cultura e pela capacidade criativa da população. Continue lendo

por O Globo